Aumenta a confiança do eleitorado no PSL

O PSL tornou-se um partido mais confiável para o eleitor nas eleições de 2020. É o que demonstra o crescimento do voto de legenda dado ao partido nas disputas municipais deste ano em comparação com quatro anos atrás.

Em um recorte que abrange as legendas que receberam mais de 2,5 milhões de votos nas urnas no primeiro turno, o partido aparece em nono lugar, com 2,9 milhões de votos totais, dos quais 156,8 mil (5,4%) representam votos de legenda.

Essa relação coloca o PSL à frente de legendas como o Republicanos (5,1% na relação votos legenda/votos totais), PL (4,8%), PTB(4,5%), Cidadania (4,3%) e Podemos (4,1%), partidos que também receberam mais de 2,5 milhões de votos totais em um universo de 147,9 milhões de eleitores, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral.

Se a análise levar em conta apenas os votos em legenda, os resultados também são expressivos. O PSL pulou de 68,9 mil votos (0,92% dos votos totais) em 2016 para 156,8 mil votos em 2020 (2,74% dos votos totais). O partido ficou à frente de outras legendas que já possuem um voto de militância consolidado, como Rede, PCdoB e Novo.

Chama a atenção outros dois fatores, comparando-se as eleições de 2016 e 2020. Entre uma disputa e outra diminuíram os votos de legenda. Em 2016 foram 7,45 milhões de votos, enquanto em 2020 foram 5,71 milhões.

Além disso, o PSDB, que foi campeão nos dois pleitos, diminuiu o número de votos de legenda comparando-se 2016 e 2020. Há quatro anos, os tucanos receberam 1,28 milhão de voto no partido (17,20% do total de votos em legenda). Neste ano, embora tenham mantido a liderança, o total de votos foi de 635,3 mil (11,12% do total).

O PSL também melhorou seu desempenho em número de prefeituras e vereadores. O partido cresceu de 30 para 92 prefeituras (duas ainda estão sob questionamento jurídico). Os vereadores aumentaram de 871 para 1207.

Compartilhe