Abreu e Lima, dona da segunda igreja mais antiga de Pernambuco, faz 39 anos

Abreu e Lima (PE), cidade que administrada pelo PSL e maior cidade do Estado após a capital, Recife, completa 39 anos nesta sexta, 14 de maio, em busca do resgate. O prefeito Flávio Gadelha está no terceiro mandato como administrador municipal – o primeiro pelo PSL – e promete repaginar a cidade e devolvê-la ao patamar que estava em 2012 quando ele, Gadelha, deixou a prefeitura.

“Minha principal missão é resgatar a cidade”, admitiu Gadelha, eleito com 27 mil votos para administrar um cidade que tem aproximadamente 100 mil habitantes. “Nas minhas primeiras gestões, fizemos o maior programa habitacional de Pernambuco, construindo 2,3 mil apartamentos e 700 casas”, recorda o prefeito.

Ele também disse que deixou a saúde municipal equacionada. “Hoje Abreu e Lima não tem um programa habitacional concreto, o Hospital municipal enfrenta dificuldades e temos uma dívida que dificulta novos investimentos”, reconhece o prefeito do PSL.

Dentre os novos projetos, Gadelha pretende criar uma nova feira na cidade, multifacetada. “Um local para vender produtos hortifrutigranjeiros, além de funcionar como um mercado público com peças de confecção e calçados. “Temos um potencial imenso a ser explorado”, aposta o prefeito.

Abreu e Lima também reforça o sincretismo religioso brasileiro. A cidade tem a segunda igreja mais antiga de Pernambuco, as Ruínas de São Bento, também é, segundo o IBGE, o município brasileiro com maior percentual de habitantes evangélicos: 35% dos 97 mil habitantes são praticantes dessa religião.

Compartilhe