Igrejas, cachoeiras, bares e restaurantes: os 161 anos de Passos (MG)

Passos (MG) completa 161 anos nessa sexta-feira (14). A cidade, que tem aproximadamente 120 mil habitante, atrai turistas e oferece lazer e diversão de todos os tipos aos seus moradores. Há opções de bares, restaurantes, turismo sacro e ecológico.

Prefeito de primeiro mandato, Diego Oliveira foi eleito com 13,4 mil votos, o que representa 27,06% do eleitorado de aproximadamente 87 mil pessoas. Advogado, ele assumiu uma cidade que tem como principais matrizes econômicas o agronegócio, a pecuária, pequenas indústrias de confecções e móveis, além de um setor de serviços pujante.

Em meados do século XVIII, Passos começa a dar os primeiros sinais de vida, com a implantação de fazendas na região, entre os anos de 1780 e 1830. Em 1848 é criada a Vila e, em 1858, Passos é elevada à categoria de cidade. Além das fazendas, os primeiros estágios da cidade se deram em torno das Igrejas.

À primeira e diminuta capelinha de Santo Antônio (edificada pelos paulistas) seguiu-se outra, na atual praça da Matriz, maior e em condições de ser curada, com a invocação do Senhor dos Passos (edificada pelos mineiros). Prevaleceu a segunda, sendo modificado o traçado urbano anterior.

A capela do Senhor dos Passos, iniciada em 1829 por iniciativa de Domingos Barbosa Passos, tornou-se o centro do arraial (1835), da Paróquia (1840), da vila (1848) e da cidade (1858). Reforçam esse circuito religioso a Capela Nossa Senhora da Penha; a Igreja da Matriz Senhor Bom Jesus dos Passos; o Santuário Nossa Senhora da Penha; a Igreja São Benedito; a Igreja Carmelo São José; a Igreja Nossa Senhora de Fátima; o Educandário Senhor Bom Jesus dos Passos; a Igreja de São Francisco e a Praça do Cristo Redentor.

Banhada pelas águas do Rio Grande, Passos pertence ao Circuito Turístico Nascentes das Gerais, que tem como principais atrativos turísticos o Lago de Furnas, o Parque Nacional da Serra da Canastra e o Lago de Peixoto. Às margens deste, os turistas podem praticar a pesca, esportes náuticos e comer em belos restaurantes com diversos pratos à base de peixe.

Inúmeras cachoeiras distribuídas em todos os municípios do circuito transformam o Ecoturismo no principal segmento turístico regional. A cidade de Passos é a referência para visitantes e turistas que querem conhecer o “Nascentes das Gerais”. O circuito conta com um posto de informações turísticas no Terminal Rodoviário Tancredo Neves.

Compartilhe