Notícias

28/11/2018 - Notícia

Jair Bolsonaro anuncia Tarcísio Gomes de Freitas para Ministério da Infraestrutura

Com o novo ministro, já são cinco militares indicados para integrar o próximo governo

Jair Bolsonaro anunciou, no fim da tarde desta terça-feira (27), a indicação de Tarcísio Gomes de Freitas, ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), para chefiar o Ministério da Infraestrutura.

“Boa tarde! Comunico em primeira mão a indicação do Sr. Tarcísio Gomes de Freitas, formado pelo Instituto Militar de Engenharia, Consultor Legislativo da Câmara Federal e ex-diretor do DNIT, ao Ministério da Infraestrutura”, escreveu o Capitão em seu Twitter. 

O anúncio foi feito após um dia de reuniões em Brasília, entre o presidente eleito e membros da equipe de transição. À imprensa, Bolsonaro disse que agradecia a Tarcísio por aceitar o grande desafio. "Estou muito tranquilo e feliz com essa indicação. Agradeço a parte dele de aceitar o convite porque os desafios da parte dele são enormes", disse.

"Recebi com muita alegria. O presidente me chamou pra conversar hoje e mostrei minha disposição de contribur com esse projeto que, na minha visão, vai ser vitorioso para o Brasil", comentou o futuro ministro.

O Ministério da Infraestrutura, com este nome, não existe no atual governo. Mas, Tarcísio explicou que, a princípio, toda a parte de transportes ficará sob sua responsabilidade.

Conheça o futuro ministro da Infraestrutura

Tarcísio Gomes de Freitas estudou na Academia Militar das Agulhas Negras, onde se formou em Ciências Militares. Graduou-se em Engenharia Civil pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e cursou pós-graduação em Gestão de Projetos, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Gestão de Cadeia de Suprimentos e Logística, pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais.

O futuro ministro serviu ao Exército entre 1992 e 2008, tendo atuado tanto no planejamento de operações militares quanto na execução de obras, como recuperação de rodovias, construção de aeródromos, terminais fluviais e gasodutos. Tarcísio chefiou a seção técnica da Companhia de Engenharia Brasileira na Missão de Paz das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti, onde  atuou no planejamento e realização de obras de infraestrutura e de instalações militares, além de obras de pavimentação, edificações, poços artesianos e iluminação pública.

O engenheiro, que é servidor concursado da Câmara dos Deputados, trabalhou, ainda, como analista da Controladoria-Geral da União (CGU) e foi diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).