Por que Jair Bolsonaro?

Por que Jair  Messias Bolsonaro?

Por que Jair Messias Bolsonaro?

A mudança que almejamos está muito bem representada por nosso candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro

Por mais que o ‘establishment’  proteja um sistema podre através de leis, de prestígio a grandes partidos políticos, de ministros que se revezam no TSE,  por uma imprensa que não dá a devida importância a novas ideias defendidas pelos pequenos partidos, o PSL, sigla que representa uma pequena minoria na engrenagem político-partidária do nosso país, se contrapõe a tudo isso, podendo ser a ‘ponte para o futuro’. Uma ponte que ultrapassará um sistema eleitoral anacrônico, viciado e corrupto, que distorce o desejo do povo num processo eleitoral fraldado pelo populismo, corrompido pelo dinheiro público e lavado por leis excrescentes.

E agora, antes que pouco a pouco, quando pretendem exterminar as pequenas legendas e o sonho de um Brasil melhor através de mudanças, o PSL subsistiu a toda sorte de corrupção, de leniência e cumplicidade pela lei do “toma lá dá cá”, pela obstinação de seus dirigentes que há quase duas décadas lutam contra esse sistema abusivo que macula a democracia brasileira, com intuito de criar uma nova ordem, um novo paradigma, que ainda hoje é visto com certo ceticismo por alguns cientistas políticos que não enxergam, ou não querem ver, que o povo já saturou de tudo que está aí implantado.                                            

Não podemos negar, que nossa última turbulência nesse processo, será de 1º de setembro a 04 de outubro, período reservado ao sistema viciado de propaganda eleitoral, que protegerá as grandes legendas que foram amplamente beneficiadas pela corrupção, como bem demonstra a operação Lava Jato. Para isso, contaremos com as manifestações públicas e espontâneas, através das redes sociais, o boca-a-boca da população e a determinação incansável do nosso candidato que, mesmo com escassos recursos ou quase nenhum, sai pelo Brasil afora denunciando e propondo uma nova ordem.

Desta forma, convocamos o povo brasileiro para essa mudança, tão bem identificada em nosso candidato, Jair Bolsonaro, e todos aqueles do nosso partido, ou mesmo até de outras legendas que anseiam o mesmo que o PSL: uma economia de mercado livre, o respeito constitucional às nossas instituições, o direito sagrado à propriedade e à garantia aos que produzem, bem como uma reforma fiscal e tributária tão simples onde todos possam contribuir, e, consequentemente, com todos pagando, todos contribuirão menos.

Isto não é milagre, é respeito à igualdade de direitos, é solidariedade fiscal, e sua implantação será o nosso mais significativo momento de inclusão social do nosso País.
 
O Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.